domingo, 24 de fevereiro de 2013

PLANTÃO PRÉ-OSCAR 2013 #7

Melhor Maquiagem

Apenas 3 indicados. Muitos pensam que, por esse motivo, seja fácil indicar o vencedor. Eles são fortes, muito fortes, na competição. A maquiagem de Hitchcock está incrível. Por vezes, ao assistir o filme, o espectador realmente se convence de que está vendo o cineasta londrino ao invés do ator Anthony Hopkins. Filmes de época geralmente aparecem aqui, algumas vezes mais pela época em que se passam do que por merecer. Os Miseráveis faz jus á indicação. Por fim, O Hobbit, primeiro filme da trilogia que antecede o excepcional Senhor dos Anéis.


-Aposta do apiceiro: Quem assistiu ao filme sabe que a história não seria nada sem os anões. E anões bem feitos. Sou fã de Senhor dos Anéis, e talvez isso me faça achar O Hobbit melhor do que é, mas a maquiagem do filme está muito bem feita. Apesar de ser difícil pontuar o vencedor, a aposta permanece. 

Melhor Figurino

Sem se basear tanto nas vestimentas da época, Anna Karenina traz um figurino interessante. Na cena do baile, em que a personagem principal usa um vestido preto, as outras personagens usam vestidos claros, para mostrar que ela se opunha a sociedade. Em Os Miseráveis, a ideia é retratar as diferenças sociais francesas no século 19. Lincoln teve uma proposta um pouco diferente: ser fiel ao período histórico (1861-1865). Joanna Johnston fez estudos em cima de fotografias, pinturas e até objetos da época. Criado por Eiko Ishioka (vencedora do prêmio com “Drácula de Bram Stocker” em 1993, falecida ano passado com 73 anos), Espelho, Espelho Meu traz uma mistura de épocas. Já que o filme não se passa em uma época especifica, o figurino é uma mistura entre modelos contemporâneos e antigos. No filme estrelado por Kristen Stewart, Branca de Neve e o Caçador, a princesa dos contos de fada recebe uma leitura mais sombria e o figurino não deixa nem um pouco a desejar, misturando um tema sombrio com trajes de época e um mundo de  fantasia. Destaque pelos “looks” da Rainha.


-Aposta do apiceiro: Vejo todos com chances reais de vencer, porém é preciso escolher apenas um. Confesso que não sou o melhor entendedor de moda, mas acredito na vitória de Anna Karenina, por utilizar as cores para mostrar como a personagem principal era diferente das outras pessoas do seu próprio tempo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário